Entenda quais são as cinco linguagens do amor
16 de abril de 2018
o-poder-do-abraço
O poder do abraço e seus benefícios para a saúde
30 de abril de 2018

Saiba como lidar com o sentimento de culpa

Quando você decide que é hora de administrar melhor sua vida e as suas emoções, aprimorar a sua comunicação com os outros, trabalhar sua autoestima e procurar por meios que ajudem a atingir seus objetivos de uma maneira mais assertiva, significa que é preciso — entre outros aspectos — saber como lidar com o sentimento de culpa.

Para ajudar você nessa jornada, elaboramos este post com dicas importantes para sua missão de conviver e gerenciar esse sentimento que vem depois de cometido um erro grave, de ter feito alguma coisa indevida ou por não ter realizado o que precisava. Confira!

Entenda o que é sentir culpa

O sentimento de culpa faz parte de cada um de nós, seres humanos que temos a competência para identificar as diferenças entre o certo e o errado. Ele cumpre uma tarefa indispensável na vida das pessoas e funciona como um alarme que avisa quando a nossa conduta está na contramão do que é correto.

Ao se sentir culpado, geralmente por não saber como agir, o indivíduo procura encontrar modos de fugir e de aliviar o peso em função do que fez — ou não fez. Arrependido e com remorso, desenvolve atitudes e hábitos como consumir bebida alcoólica em excesso, comer por compulsão, tratar os outros com indelicadeza e reclamar de tudo.

Lidar com os nossos erros é uma das maneiras mais acertadas de crescer e de se autoconhecer. Para isso, é preciso ter consciência de si mesmo e começar a agir a seu favor.


Aprenda como lidar com o sentimento de culpa

Como se sentir culpado por uma atitude indevida faz parte das experiências de viver, o sentimento de culpa também funciona como um meio de aprendizado e de enfrentamento aos desafios diários. Tirar proveito disso é indispensável para viver em plenitude. Confira, a seguir, algumas dicas de como fazer isso.

Reconheça os erros

Se “errar é humano”, reconhecer seus erros é muito mais! Sempre que você age com irritação — ou medo — e sente uma “coisa ruim”, como um mal-estar, tensão nos músculos ou dor de cabeça, é preciso parar e avaliar as razões desses transtornos.

Ao contrário de escapar do problema com uma distração ou um analgésico, investigue e identifique as origens dele. Geralmente, você chegará a alguma falta cometida. Por isso, não fuja dessa responsabilidade!

Enxergue a culpa com bons olhos

Quando você reconhece que errou, surge a oportunidade de corrigir a falha e de se precaver contra a repetição. Essa atitude é muito melhor do que afundar na autocomiseração.

Responsabilize-se pelos atos cometidos

Geralmente, o procedimento de um culpado é se eximir da culpa e transferi-la para outra pessoa ou outra coisa em uma improdutiva escapada do sofrimento e da vergonha. Entretanto, ao admitir seus atos você se livra da autocrítica negativa, da insegurança, do pessimismo e da tristeza. Com isso, fortalece as possibilidades de mudança de comportamento.

Peça perdão

Você reconhece o erro e se sente infeliz por isso. Para aliviar a situação, nada melhor do que confessar a sua falta para a pessoa prejudicada e pedir desculpas. Comprometa-se diante dela a se corrigir e corrija-se, de fato!


E-book dieta do perdão

Não cometa o erro novamente

Assuma um compromisso pessoal de não cometer o erro outra vez. Certamente, depois do doloroso aprendizado de se libertar do sentimento de culpa, é uma bobagem cair em outra armadilha. Mude seu jeito de agir.

Como lidar com o sentimento de culpa é o aprendizado indispensável para uma vida pessoal e profissional em plenitude. Ele facilita a comunicação e a inteligência emocional, afasta os temores com relação ao futuro, elimina as frustrações nos relacionamentos e ajuda você a escapar das ciladas e dos erros. É um caminho que pode ser trilhado sozinho, contudo, a companhia de pessoas experientes é uma excelente opção.

E então, gostou do assunto do post? Para complementar a sua leitura e contribuir para que alcance os seus objetivos, leia sobre a autossabotagem e os 5 sinais de que você está caindo nessa armadilha!

4 Comentários

  1. Jair R Sallazar disse:

    Caro Adailton! Estou amando ler os seus artigos. São muito inspiradores, especialmente este último ensinando a lidar criativamente com as culpas! Parabéns.

  2. TELMA disse:

    ADOREI AS DICAS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by