Entenda como elevar a autoestima e melhorar os seus relacionamentos
15 de Março de 2018
Entenda como se livrar de mágoas passadas
29 de Março de 2018

5 passos para se livrar dos relacionamentos tóxicos e melhorar suas conexões

Você quer gerir melhor a sua vida e suas emoções. Deseja melhorar a comunicação com os outros, trabalhar sua autoestima e investir no seu crescimento pessoal e profissional. Todavia, percebeu que está convivendo com algumas pessoas que lhe causam mais mal do que o bem.

Você se identificou com isso? Então precisa aprender a se livrar dos relacionamentos tóxicos.

Para isso, continue esta leitura! Neste post apresentaremos algumas dicas de como eliminar esse tipo de relacionamento da sua vida. Confira:

O que é um relacionamento tóxico e quais são os seus impactos?

As convivências nocivas ocorrem todos os dias, em qualquer parte do planeta. Elas não levam em consideração aspectos econômicos, culturais, de faixa etária ou qualquer outro.

Essa toxidade acontece no instante em que alguém invade os nossos direitos como ser humano, a nossa privacidade, o nosso modo de estar no mundo — e, com isso, nossa integridade e felicidade ficam abaladas. Ou, até, são destruídas.

Tal invasão pode suceder em um relacionamento amoroso, de amizade, entre colegas de trabalho ou mesmo com familiares, sempre impactando negativamente a sua vida. E é isso que chamamos de um relacionamento tóxico.

O que fazer para se livrar dos relacionamentos tóxicos?

Quando estamos em um relacionamento tóxico, quase sempre não temos clareza daquilo que queremos, e acabamos abrindo mão do nosso poder pessoal. É como viver pisando em ovos. Mas há saída para isso.

Confira, a seguir, alguns passos importantes para se livrar desse tipo de relacionamento:

1. Identifique as pessoas tóxicas

O envolvimento emocional pode dificultar a identificação de uma relação perniciosa. Se você não se conhece com suficiência, corre o risco de acreditar que seu amor-próprio é só egoísmo, por exemplo.

Além disso, algumas pessoas não conseguem perceber o curso destrutivo da relação. Portanto, é fundamental conscientizar-se de quem são as pessoas que o fazem mal, e o motivo pelo qual elas o fazem.


2. Faça uma desintoxicação

Nada melhor do que uma “rehab” para escapar de um relacionamento abusivo. Então, interrompa os contatos presenciais e virtuais.

A pessoa que o faz mal encontrará maneiras de manipular você, de explorar suas fragilidades e submeter seus sentimentos ao jugo dela. Por isso, o melhor é se afastar completamente.

3. Concentre-se em você

Invista no seu bem-estar para realizar a mudança. E lembre-se de que ela não acontece da noite para o dia.

Pratique a meditação, promova o seu crescimento emocional, recupere a confiança. Eleve a sua autoestima — seja qual for a opção escolhida para isso — e se mova para redescobrir o horizonte que é seu.

4. Quebre esses padrões

Sair de um relacionamento tóxico é escapar de uma condição de negação e insalubridade emocional. Então, escolha com mais cuidado quem lhe fará bem. Relacione-se com pessoas diferentes, com alto-astral, que valorizem as suas qualidades e incentivem a realização dos seus sonhos.


Ebook amor em curso

5. Mantenha distância

De nada adiantará você observar as dicas anteriores se não seguir esta: mantenha-se o mais distante possível de quem lhe causa contrariedades, se você realmente deseja dar um fim a esse relacionamento prejudicial, nem mesmo encontros eventuais devem ser admitidos.

Na construção de uma convivência profissional, queremos que ela seja confiável e bem-sucedida. Em um envolvimento afetivo, esperamos fortalecer a felicidade, o amor e o respeito. Crescemos e colaboramos para o crescimento do outro.

Por isso, identificar e saber se livrar dos relacionamentos tóxicos é uma atitude essencial, que facilita as oportunidades de conquistar tudo o que de bom você merece.

Então, gostou deste post? Agora, para saber mais dicas sobre esse e outros assuntos relacionados ao autoconhecimento, dicas de gestão das emoções, mudanças de paradigmas, crescimento pessoal e profissional, siga a nossa página no Facebook!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *